Notícias

Ver notícia

Tornar a aprendizagem sobre o tratamento de esgoto mais atrativa para as crianças, fortalecendo seu papel na construção de um futuro e sociedade ambientalmente mais conscientes. Foi com esse objetivo que a Ambiental Metrosul idealizou o Parque Ambiental, inaugurado na manhã ensolarada desta quinta-feira (11), na Estação de Tratamento de Esgoto Mato Grande, em Canoas. Voltado à conscientização dos pequenos sobre a importância do saneamento, o espaço, que conta com área de recreação, quadra esportiva e viveiro de mudas, complementa as iniciativas socioambientais do Portas Abertas, oferecendo durante as visitas à estação de tratamento, diversão e educação ambiental em um mesmo lugar.

Com a presença de aproximadamente 70 estudantes de 7º e 4° anos da EMEF Rio Grande (Canoas) e EMEB Vitorina Fabri (Esteio),  em um ato simbólico o Diretor-executivo da Metrosul, Fábio Arruda, e o aluno Kauan Padilha, de 9 anos, cortaram a faixa oficializando o começo das atividades no Parque. Também participaram do evento o presidente da Câmara Municipal de Canoas, vereador Cris Moraes, e o vereador Gilson Oliveira; o secretário de Meio Ambiente do município, Bernardo Caron, além de representantes da secretaria de Educação de Canoas e Esteio. Para deixar a inauguração ainda mais divertida, as crianças vivenciaram uma típica manhã no Parque, com pipoca, algodão doce, cama elástica, brincadeiras e futebol, e ganharam, como recordação, pacotes de sementes para continuarem plantando conscientização ambiental.

“Nosso carinho por este projeto é proporcional à alegria de vê-lo concretizado e à disposição das instituições de ensino como uma importante ferramenta de educação ambiental”, comemora o Diretor-executivo da Ambiental Metrosul. Para Fábio Arruda, o tema saneamento básico e, consequentemente, sua importância à preservação do meio ambiente, é tratado com mais interesse e naturalidade pela geração mais nova. “Estamos plantando as sementinhas com a expectativa de que as crianças sejam embaixadores dessa cultura e disseminem os conhecimentos em seus grupos de convivência desde já”, destaca.

A passagem pelo Parque Ambiental encerra, de forma mais lúdica, a experiência que começa pelas fases preliminares do tratamento, onde as crianças podem observar o estado em que o esgoto chega à estação, passando pelos filtros para a retirada de resíduos mais brutos como areia e parte do lixo que é descartado indevidamente nas redes coletoras (embalagens, plástico, papel, etc). É nesse momento do “tour” que outros aspectos tão importantes relacionados ao sistema são abordados com os pequenos: boas práticas que fazem parte do dia a dia de cada como o descarte certo do lixo; os prejuízos que a gordura despejada na pia durante o preparo das refeições causa, cabelo no ralo do banheiro, entre outros.

No tanque de aeração, ou coração da ETE – como é carinhosamente chamado pelos operadores, acontece a fase mais importante e complexa do processo de tratamento. Nessa etapa, as crianças aprendem de que forma as bactérias agem para retirar a carga orgânica do efluente, ou seja, as principais impurezas que contaminam o meio ambiente. A próxima parada é no tanque de decantação, onde é feita a separação da parte líquida e parte sólida do esgoto, conhecida também como lodo que, nos leitos de secagem é preparado para a compostagem. Hoje, a Ambiental Metrosul destina as 600 toneladas do resíduo que são geradas mensalmente na ETE para cooperativa agrícola que transforma o material em fertilizante orgânico, dando um fim sustentável ao lodo. E, por fim, as crianças observam, no emissário final, o esgoto tratado e em plenas condições para retornar aos mananciais contribuindo para a recuperação e preservação dos nossos rios. Todas essas etapas estão identificadas na estação de tratamento para facilitar o entendimento dos pequenos sobre o processo.

Já no Parque Ambiental, os pequenos podem aproveitar, além da pracinha e do espaço de recreação ao ar livre, para adquirir outros conhecimentos do ciclo ambiental do saneamento. No viveiro de mudas, por exemplo, sabem mais sobre compostagem orgânica, tanto com a utilização do lodo como matéria-prima, bem como por meio do reaproveitamento de alimentos (sobras e cascas de frutas, legumes, etc). Para aperfeiçoarem os conhecimentos, as crianças ganham mudas de espécies nativas para cultivarem em casa.

Em dois anos e meio de atuação da Metrosul por meio da Parceria Público-Privada na região metropolitana de Porto Alegre, em torno de 280 crianças já conheceram mais sobre o tratamento de esgoto e o ciclo do saneamento em visitas do programa Portas Abertas nas principais estações administradas pela empresa. Secretarias de Educação e instituições de ensino interessadas em visitar o Parque Ambiental, oferecendo aos alunos uma experiência diversificada de conscientização e educação ambiental, podem agendar as atividades junto à área de Responsabilidade Social da empresa no Whatsapp 51 99666-1004.

Compartilhar:

Veja Também

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.

Revista Aegea Saiba mais
Revista Aegea

Faça o download da Revista Aegea e fique por dentro das novidades que acontecem na empresa.

Politica de Inv. Social Privado Saiba mais
Politica de Inv. Social Privado

Uma concessão é muito mais que um acordo com o poder público, é um compromisso com o lugar e com sua gente.

Responsabilidade Social Saiba mais
Responsabilidade Social

A atuação social e ambientalmente responsável faz parte da nossa história e do nosso propósito.