Notícias

Ver notícia

Alunos da rede pública de ensino participaram, nesta terça-feira (14), de atividades nas Estações de Tratamento de Esgoto de Mato Grande – Canoas e Esteio/Sapucaia, em alusão ao mês do meio ambiente. A iniciativa aconteceu por meio do programa socioambiental Portas Abertas, que tem como objetivo possibilitar que as comunidades atendidas conheçam as instalações operacionais da empresa. Essa é a primeira vez que o projeto recebe o público infantil.

Durante as visitas, os pequenos conheceram todas as fases de tratamento pelas quais passa o esgoto desde a chegada na estação, os processos para a remoção dos poluentes até o seu retorno aos mananciais. Nesse sentido, são realizadas análises rotineiras a fim de garantir que o esgoto tratado nas ETEs administradas pela Metrosul seja devolvido à natureza cada vez mais limpo, livre de impurezas, contribuindo com a preservação do meio ambiente. Na ação, também foram abordados os benefícios à saúde de toda a população, principalmente no combate de doenças causadas pela falta de saneamento como diarreia, infecções gastrointestinais, dengue, febre tifoide, entre outras, responsáveis por internações hospitalares e evasão escolar.

Para Mateus Alves, da área de Responsabilidade Social da Ambiental Metrosul, mostrar o processo e a importância do tratamento de esgoto às crianças no mês dedicado ao meio ambiente tem um significado especial. “O interesse e a curiosidade demonstrada pelos alunos nessa primeira experiência comprovam que é um público que merece atenção. A conscientização dessa geração é que vai nos garantir uma cultura mais sustentável futuramente”, destaca.

Na estação de tratamento Mato Grande, que recebe 21.6 milhões de litros de esgoto ao dia, participaram 30 alunos de 6º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Irmão Pedro, do bairro Estância Velha. Já em Esteio, a ação contou com a presença de 40 crianças do 3º ano, da Escola Municipal de Ensino Básico Paulo Freio, do bairro Votorantim. Nessa estação, o volume diário de esgoto tratado é de 3.715 milhões de litros.

A professora Agatha Xavier, que acompanhou a turma de Canoas, ressalta que “essa é uma ação muito importante pois ao saberem como funciona o tratamento de esgoto os alunos terão mais consciência e poderão repassar o conhecimento aos demais colegas e familiares, além de contribuir para que mantenham hábitos mais saudáveis em casa também.”

Nesta quarta-feira (15), será a vez da ETE Freeway, em Cachoeirinha, receber o Portas Abertas com a visita de aproximadamente 45 alunos de 6º ano da EMEF Dagmar de Lima Mucillo, do bairro Parque da Matriz.

Desde o começo deste mês, escolas da rede pública de ensino das nove cidades da Região Metropolitana de Porto Alegre atendidas pela Ambiental Metrosul também podem participar do projeto Horta na Escola. Por meio do plantio e cultivo de sementes, a iniciativa tem como objetivo incentivar, entre alunos e professores, a reflexão acerca da sustentabilidade e preservação ambiental.  Instituições interessadas em receber os kits com as sementes e orientações para compostagem podem formalizar a solicitação até o dia 27/06 no e-mail comunicacao.metrosul@ambientalmetrosul.com.br.

Compartilhar:

Veja Também

Política de Sustentabilidade Saiba mais
Política de Sustentabilidade

Respeito ao meio ambiente e as pessoas, contribuindo para qualidade de vida e saúde da população onde atuamos.

Protegido: Documentos restrito Saiba mais
Protegido: Documentos restrito

Não há resumo por ser um post protegido.

Responsabilidade Social Saiba mais
Responsabilidade Social

A atuação social e ambientalmente responsável faz parte da nossa história e do nosso propósito.

Contato Saiba mais
Contato

A Ambiental Metrosul oferece um canal de comunicação eficiente. Entre em contato conosco.